Mulheres do campo discutem Agricultura Familiar e Reforma Agrária em conferência

19/11/2015

Nos dias 10 e 11 de dezembro, a força e a diversidade das mulheres do campo e da floresta se encontram durante a 2ª Conferência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) para Mulheres. Esse é um dos segmentos temáticos que deve subsidiar os debates na etapa nacional da CNATER, prevista para acontecer entre maio e junho de 2016. O evento é uma realização do Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável (Condraf).

O objetivo é construir uma agenda específica a partir do olhar das mulheres rurais. Cerca de 130 participantes, de todas as regiões brasileiras, devem comparecer ao evento. Elas são membros de movimentos de mulheres trabalhadoras rurais, do Comitê de Mulheres do Condraf, do Comitê do Programa de Organização Produtiva, de empresas públicas prestadoras de Ater (Emater).

De acordo com Rosângela Piovizani, membro da coordenação nacional do Movimento de Mulheres Camponesas, o olhar das mulheres dos campos e florestas é fundamental para construir a agenda da CNATER, com atenção especial ao trabalho nas localidades onde vivem. “Já conseguimos avançar bastante, porém ainda há muitos entraves para de fato a política acontecer nos territórios, comunidades e assentamentos”.

Ela explica que é necessário o diálogo com as mulheres por conta da especificidade da vida da mulher no campo. “Trabalhar com mulheres envolve uma produção muito mais de auto-sustentaçao para famílias e comunidades. É o trabalho na feira, é o investimento em economia local, sempre com o olhar da soberania alimentar, do cuidado com o meio ambiente, com as águas e a biodiversidade”, justifica.

Para a Conferência de Ater para Mulheres, também estão convocadas mulheres de povos e comunidades tradicionais, de organizações não governamentais prestadoras de Ater para Mulheres, mulheres de secretarias do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e mulheres da equipe de Ater do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

A organização da Conferência Temática de Mulheres Rurais e Quilombolas está a cargo do Comitê Permanente de Promoção de Políticas para as Mulheres Rurais do Condraf e da Diretoria de Políticas para as Mulheres Rurais do MDA. A convocação para as participantes foi definida no Comitê de Mulheres do Condraf. As proposições extraídas dos dois dias de debate deverão compor o relatório que deve nortear políticas do MDA pelos próximos 4 anos.

Serviço

O quê: 2ª Conferência Nacional de Ater para Mulheres

Quando: 10 e 11 de dezembro de 2015

Onde: Brasília (local a definir)

Informações:

www.cnater.gov.br

diretoriademulheres@mda.gov.br  

(61) 2020.0412/2020.0400.